Minha força está na solidão

Ondas no mar
Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite. Clarice Lispector.

Relacionados

Texto de Clarice Lispector
Todo mundo que aprendeu a ler e escrever tem uma certa vontade de escrever. É legítimo: todo o ser tem algo a dizer. Mas é preciso mais do que a vontade para escrever. Ângela diz, como milhares de pessoas dizem (e com razão): "minha vida é um verdadeiro romance, se eu escrevesse contando ninguém acreditaria". E é verdade. A vida de cada pessoa é passível de um aprofundamento doloroso e a vida de cada pessoa é "inacreditável". O que devem fazer essas pessoas? O que Ângela faz: escrever sem nenhum compromisso. Às vezes uma só linha basta para salvar o próprio coração. in Um Sopro de Vida Clarice Lispector
Papel amassado
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Balanço no parque
Esta é a vida vista pela vida. Posso não ter sentido mas é a mesma falta de sentido que tem a veia que pulsa. Clarice Lispector – Água Viva
Homem refletindo
O definível está me cansando um pouco. Prefiro a verdade que há no prenúncio. Clarice Lispector – A Hora da Estrela.
Mulher mergulhando
Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento. Clarice Lispector
Folha de outono
Escuta: eu te deixo ser, deixa-me ser então. Clarice Lispector – Água Viva.
Mulher no balanço
Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. Clarice Lispector – Perto do Coração Selvagem.
Ser ou não ser
Já que sou, o jeito é ser. Clarice Lispector – A Hora da Estrela.
Vista da cidade
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência, e sim de sentir... Clarice Lispector
Folha de papel azul
Pensar é um ato. Sentir é um fato. Os dois juntos – sou eu que escrevo o que estou escrevendo. Clarice Lispector – A Hora da Estrela.